Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

Aventuras num dia chovoso

Não sei como foi pelos vossos lados, mas por aqui o dia ontem teve bastante chovoso......... cargas de água muito fortes, árvores a abanar por todo o lado, as folhas a esvoaçar, e o friozito ........ foi um tipico dia de Inverno. Tudo era maravilhoso, se fosse só isso..... a chover lá fora e nós em casa no quentinho, mas não...........

 

Durante a tarde, houve diversas faltas de luz, no meu trabalho, que duravam segundos, mas tudo ía abaixo...era telefones, computadores.... tudo.

 

Á hora de saída, lá fui eu em direcção ao infantário, para ir buscar a minha princesa, o dia estava muito mau e fiquei de ser eu a ir buscá-la.

 

Quando ía a chegar á minha terrinha, dou de caras com um cenário excelente...... não havia luz, era uma escuridão total, bem total, total não....... os médios dos carros lá davam alguma iluminação........ é que nem semáforos havia, estava a minha santa terrinha afundada numa escuridão enorme. 

 

Lá vou eu para o infantário, convicta que eles tinham luz, nem que fosse através de um gerador............ mas não........ uma escuridão horrível.....e só de pensar nas centenas de crianças que ainda estavam lá dentro todos ás escuras. Pensei " Boa, bonito isto!!!!"

 

A única iluminação que havia era os médios dos carros que eu acho que até eram de pessoas que pertenciam ao infantário e colocaram assim os carros de modo a dar alguma iluminação.

 

Assim que entrei o portão, disseram logo "as crianças estão todas no refeitório"...... mais á frente disseram "ATL e pré-escolar estão no refeitório", "mas a minha filha é da sala de 1ano", " As crianças da creche estão todas na creche, mas todas na mesma sala". Portanto Berçário, Salas de 1 ano e de 2 anos todos juntos.    

 

A questão era, como é que vou chegar á creche, com esta escuridão toda, não havia luz nenhuma nos corredores.

 

As luzes de emergência que se acendem nas faltas de luz só duram 1 hora, e já não havia luz há mais de 1 hora.

 

Portanto a hipótese era ir a apalpar as coisas para ver se não bato com a tola nos pilares que se encontram no meio dos corredores...... e para cá, com a miúda ao colo........ como ía ser??

 

Achei aquilo ridiculo. Dou mais uns passos, e dizem "Olha, as crianças estão lá dentro todas numa sala, mas olha que a tua menina já se foi embora", "O QUÊ??????COMO?????COM QUEM????" Que pergunta mesmo estúpida esta minha, com quem havia de ser com a minha sogra claro, mas a moça só me disse "Epá, vai lá falar com a M."

 

Já estava a ficar fula..... tinha levado a miúda, sem me dizer nada.

 

Mas no meio daquela escuridão, apenas alumiada com os médios dos carros da rua, consegui ver uma pessoa baixinha, com uma criança ao colo..... era a minha sogra com a Adriana.

 

Respirei de alívio. Ela diz-me " Olá, está uma grande confusão lá para dentro, assim que faltou a luz, perto das 17h15m, fui-me vestir, e fui logo buscar a Adriana. Tenho estado aqui com ela.....ela está cheiinha de sono........ está rabugenta e está um pouco assustada. Está tudo escuro lá para dentro, as luzes de emergência já se apagaram. A luz parece que só vem lá para as 22h."

 

A Adriana começou a chorar, saímos, fomos para o carro, fomos embora.  

 

Não cheguei a ir á creche, mas gostava de ter ido só para ver como estava lá a situação. Imagino as crianças a chorar, assustadas, e as auxiliares e educadoras a fazerem das tripas coração, para chegarem a todos, isto é o que eu imagino....... mas que num infantário deviam de ter um gerador, isso deviam. Vejamos que a falta de luz era durante o dia, embora houvesse luz para iluminar as salas, como é que conseguiam fazer, servir os almoços,lavar as loiças, já que há muita maquinaria que é a electricidade. Ou será que estou errada???

 

Mas continuando a aventura, chegámos a casa, e também não tinhamos luz. Só tinha uma pilha em casa. A minha sogra foi buscar outra pilha a casa dela e uma vela (na casa dela e da minha mãe havia luz, a fase delas é diferente da minha casa e da maior parte das casas da nossa terrinha, é que só havia meia dúzia de prédios com luz naquela terra).

 

Portanto a Adriana jantou á luz de velas.... começa cedo com os romantismos, mudei-lhe a fraldinha, coloquei-a na minha cama e á luz de pilhas, brincámos um pouco, adormeceu na minha cama.

 

Fui lavar a loiça á luz de velas e fui logo para ao pé dela. Adormecemos e acordei á 1 da matina, com o pai a chegar a casa. Ainda não havia luz. A luz só apareceu por volta das 3 da matina.

 

GRANDE AVENTURA.

 

Agora não me posso esquecer é de comprar aquelas lampadas grandes, para outra situação destas.

 

Ficou o banho da Adriana por dar, a roupa por passar e a sopa da Adriana por fazer.

 

E PENSEI, SERÁ QUE FOI OUTRA CEGONHA????

publicado por famíliateixeira às 12:18

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. E quase 3 meses depois......

. Das festas de fim de ano ...

. O Papá

. Festas de Fim de Ano

. Da Joana

. As festas já se passaram....

. Hoje e Amanhã,

. A Adriana

. No Domingo á noite

. O Papá cá de casa...

.arquivos

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds