Segunda-feira, 7 de Maio de 2007

Dia da Mãe I

Mas o dia ainda não tinha acabado. Havia ainda muitas birrinhas.

 

Chegamos a casa da minha sogra. Estava lá o meu sogro e a mãe do meu sogro (a bisa J.), também ía lá almoçar. Como não estava á espera de ir almoçar a casa da minha sogra tive que ir a casa buscar a sopa e fruta para a Adriana papar. Quando cheguei de novo a casa da minha sogra, estava a bisa com Dri ao colo.

 

Bastou eu articular uma palavra, para a minha filhota desatar aos berros. Só me queria a mim. Mas eu tinha que preparar a sopa, quando a punha ao colo da bisa era berreiro. A minha sogra tinha ido ao pão (normalmente é ela que aquece a sopa).

 

A minha princesa não está habituada a estar com a bisa, não que ela more longe, bem pelo contrário, simplesmente ela nunca nos visita, e nós temos a vida mais ocupada que ela e não nos dá jeito ir a casa dela. Só é costume a Dri ver a bisa quando vamos ao café, e ela que está lá com as amigas, pede logo para lhe pegar. Não está com ela mais de 20 minutos.

 

Foi um berreiro que até soluçava. Aconteceu o mesmo que tinha acontecido com os primos do Norte. Mas não havia muita confusão. Não entendi.

 

Lá acalmou, mas bastava meterem-se com ela, para dar inicio ao concerto de ópera. Claro que a sopa só dei quando ela acalmou.

 

Depois chegou a papá, a coisa melhorou e ficou mais bem disposta (A Dri adora o papá - para ele dá gargalhadas que para outras pessoas é muito dificil dar, também estou incluída nessas outras pessoas, embora se ria bastante comigo, nada chega á forma como ela se ri para o papá).

 

Agora pergunto, mas o que é que se passou? Não percebi. Secalhar não gostou do colinho da bisa, que no fim para ela é apenas uma pessoa que vê de vez em quando. Vê tanto a bisa, como as amigas da bisa, só no café.

 

Ai que má lingua que eu tenho, ups!!!!!

 

Tenho a minha avó internada no Hospital, fui com a minha mãe ver a avó. A Adriana ficou bem na casa da minha sogra. Não fez mais birras. Dormiu uma bela soneca, lanchou e tornou a dormir.

 

Mas ao fim da tarde, quando a fomos buscar, o papá pegou nela, afastou-se de mim, e não é que ela começou outra vez a querer gritar. A minha filha queria-me a mim. Ai que bom!!!!! Mas sempre a gritar não filha, a mamã não vai fugir.

publicado por famíliateixeira às 17:33

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. E quase 3 meses depois......

. Das festas de fim de ano ...

. O Papá

. Festas de Fim de Ano

. Da Joana

. As festas já se passaram....

. Hoje e Amanhã,

. A Adriana

. No Domingo á noite

. O Papá cá de casa...

.arquivos

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds