Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

Infantários / Avós

Não sei como tem sido com o vossos pequenos..............mas a Adriana desde os 4 meses de idade, sempre teve em contacto, com outras pessoas, sem ser os avós. Foi com essa idade que foi, para uma ama, que tinha mais crianças a seu cargo (e agradeço a Deus, a minha sogra estar a trabalhar na altura, senão queria ela ficar com a miúda, e como já referi aqui não acho graça nenhuma a isso).

 

Também já referi diversas vezes, que a minha sogra, nunca, mas nunca mesmo, se meteu na minha/nossa vida enquanto casal, inclusivé nunca recebi nenhuma visita dela em minha casa, quando ainda éramos só dois lá em casa............. assim que a neta nasceu, aí o caso mudou de figura, ía lá muitas vezes, mas com o tempo e com a entrada da Adriana no Infantário (o que permitiu estar mais perto da neta, pois a minha sogra era e ainda é, (embora esteja de baixa forçada pelo médico do trabalho) funcionária do infantário) foi perdendo esse hábito de ir lá a casa.

 

No que diz respeito á neta, dá muitas opiniões, dá muita sentença, ás vezes faz comentários que detesto como por ex. "Não está na hora de ela comer???? Já lhe mudaste a fralda????", comentários estes que são feitos como se me estivesse a passar um atestado de estúpidez!!!!!!! E detesto isto......

 

Sempre foi minha vontade que a Adriana, fosse para o Infantário, embora, na altura que recebi a carta a avisar que tinha vaga, tenha pensado duas vezes, sei que não ía ter a mesma atenção que tinha na ama, sabia que ela gostava da ama, e sabia acima de tudo que a minha filha estava muito bem entregue........partiu-me o coração tirá-la da ama, mas a vida é feita de mudanças, e se não fosse naquela altura, teria de ser noutra........

 

Na altura que ela andava na ama, cheguei a ouvir muitos comentários de amigas da avó do meu marido e até da própria avó, que a Adriana era trombuda, que não se ria, que era uma bebé nada simpática......... mas havia outra criança (que é neto de uma das amigas da avó do meu marido) e que era criado com a avó, e que elas achavam que ele sim, era um amor, ria-se muito para as velhas todas e elas ficavam todas felizes da vida!!!!!!!!

 

O tempo passou-se, e a Adriana entrou para o Infantário com 12 meses, teve uma adaptação muito boa, regra geral não ficava a chorar, a nível de doenças, é que andava sempre constipada e de vez em quando tinha febres, teve otites, laringite, imensas constipações que a abstruíam de tal maneira, andava sempre doentita, mas a nível de relacionamento com os outros meninos e com a educadora/auxiliar sempre se deu bem......

 

O tal menino (neto da amiga da avó do meu marido) que sempre foi um simpático, ri para toda a gente, é um verdadeiro amor, e que mete as velhas todas a babarem-se entrou para o Infantário este ano................. e foi um verdadeiro problema, a criança passava o dia inteiro, sim o dia inteiro, a gritar........... ele habituado á avó, ás velhas do café, que não fazem mais nada, senão estar no café....... foi um problema habituar-se ao Infantário!!!!!

 

Até a minha sobrinha, que sempre foi criada com uma tia avó da parte da minha cunhada, que nunca está em contacto com outras crianças e quando está vibra por todos os lados, ri-se para toda a gente, é uma simpatia............entrou para o Infantário este ano, e mal a mãe chega ao parque de estacionamento do Infantário a miúda dá em gritar por todos os lados.........................

 

É por isto que acho que estarem em exclusivo com os avós, não é uma boa ideia para as crianças, acho que se se habituarem a estarem em contacto com outras crianças é o ideal!!!!!!! para mais tarde não estranharem as mudanças!!!!

 

Bem sei que no fim, todas as crianças de adaptam ao Infantário, mas até se adaptarem há um desgaste muito grande tanto da criança que chora baba e ranho, como dos pais, que ficam com o coração nas mãos de verem as suas crianças naquele estado!!!!!

 

Gostava que o meu bebé mais quenino, fosse para uma ama até aos 12 meses e depois sim entrar no Infantário, como aconteceu com a Adriana, mas sei que assim, vamos ter mais encargos, e por outro lado, sei que a minha sogra, se tiver a sua situação resolvida, vai fazer questão de ficar com o/a neto/a.

publicado por famíliateixeira às 11:26

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. E quase 3 meses depois......

. Das festas de fim de ano ...

. O Papá

. Festas de Fim de Ano

. Da Joana

. As festas já se passaram....

. Hoje e Amanhã,

. A Adriana

. No Domingo á noite

. O Papá cá de casa...

.arquivos

. Setembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds